A INPEI

DESMONTADA 
A FARSA DA PESQUISA!


Olha a cara dele


Ari Carlos Rocha Nascimento, sócio da SECULOS, o instituto que fez recentemente a pesquisa da coligação Cachoeira no Rumo Certo, que não foi ainda registrada no TRE, é o mesmo dono do INPEI - Instituto de Pesquisa, Estatística e Informações -, que anda metido em pesquisas eleitorais fraudulentas. Ele é aqui o coadjuvante de uma trama que pretende desarticular a candidatura do professor Gevaldo Simões, do PT, ao realizar gratuitamente uma pesquisa de opinião, demonstrando que o candidato Carlos Pereira está com percentual altíssimo de frente ao candidato Gevaldo Simões. 
 
Ainda que a pesquisa não tenha sido registrada, portanto impedida de ser divulgada, seus números já circulam na boca do povo, nos gabinetes do governo do Estado e prefeituras petistas da região com a intenção de barrar a ação eleitoral do PT em Cachoeira.

Entenda a farsa
O empresário Edsom Pereira, pai do candidato Carlos Pereira e irmão do prefeito Tato Pereira, encomendou uma pesquisa à SECULOS ao preço de 8 mil reais, que foi formalmente registrada no TRE. Com um porém: ele não divulgou os números e ninguém sabe o motivo. Não tendo divulgado os números, provavelmente o TRE exigiu outra pesquisa, que é essa cujos percentuais super hiper-dimensionados circulam na cidade.
A pesquisa realizada pela SECULUS foi feita pelo danado do Ari Carlos e entregue gratuitamente a Edson Pereira. Porém,  prefeitos do PT da região tem recebido propostas de venda da mencionada pesquisa da SECULOS com o nome da INPEI ao preço de 10 mil reais.
Esta constitui mais uma entre várias tentativas desleal e corrupta que a coligação mencionada utiliza para ganhar uma eleição que se configura quase perdida. A coligação Por Amor a Cachoeira vai impugnar a pesquisa e processar a SECULO, que é um instituto desacreditado e impedido pela Justiça de realizar pesquisas eleitorais.

Comentários