Eleição municipal



Campanha eleitoral do PT reúne lideranças políticas em torno da candidatura de Gevaldo Simões no Tabuleiro da Vitória



Quem foi, viu. Ontem, 8, a coligação Por Amor a Cachoeira, encabeçada pelo PT do ex-presidente Lula, da presidente Dilma e do governador Jacques Wagner, foi ao eleitoralmente denso distrito de Tabuleiro da Vitória, na zona dos engenhos de Cachoeira, fazer panfletagem e visitas a cada uma das centenas de residências da localidade. Ali, onde o ex-prefeito Geraldo Simões gastava seus momentos de lazer em acirradas competições de briga de galos (quando era legal tais competições), seu filho, o vereador e professor Gevaldo Simões teve recepção de estadista, uma recepção dada a uma pessoa da estatura moral do presidente Lula.






Acompanhado de candidatos a vereador e do Dr. Tarcísio, petista candidato a vice, o professor Gevaldo Simões constatou a boa performance da sua candidatura. O povo quer mudança; a eleição municipal em Cachoeira não será uma mera eleição: será um plebiscito, uma manifestação de repúdio à desastrada e irregular gestão municipal atual. Constatou que Cachoeira está sendo administrada sob ameaça e sob o chicote e a mentira. Muita mentira. A mudança é por esses e outros motivos.




Lideranças políticas que apoiam a candidatura do professor Gevaldo foram à caminhada. Lá estavam Lu de Salu, João da Galinha, Gilson Agrário, Paulinho Leite, Raimundo Leite, Zé Fernandes e Angela Santana. O ex-prefeito Salu da Farmácia e Dr. Ivo Santana não foram, mas vão oportunamente. Não foram mas seus nomes foram lembrados como gestores que beneficiaram significativamente aquela zona rural cachoeirana. Estrada, instalação de luz elétrica, projeto agrícola, escolas e outros benefícios foram feitos durante a gestão desses ex-prefeitos, incluindo os ex-prefeitos Geraldo Simões e Zé Fernandes. "Depois deles, nada mais foi feito, embora o prefeito atual se gabe dizendo que fez uma escola e um calçamento de 20 metros", disse uma liderança política jovem local.




Reclamações e mais reclamações foram feitas. "A única coisa que esse prefeito atual fez aqui foi a reforma da escola, que está toda escorada e com as janelas todas quebradas", disse a jovem liderança citada. Outro morador denunciou que o sistema de água não funciona. Outro disse que o prefeito exige (não pede) que os servidores municipais moradores da localidade votesm na sua candidata a vereadora Adriana, que também é secretária de (seu) bem-estar social. 




Uma agente de saúde, por exemplo, está ameaçada de ser deslocada para um lugar de dificil acesso se não votar na privilegiada candidata.  "O pior não é isso", disse um lavrador local, "aqui no Tabuleiro a gente planta cana, amendoim, laranja e hortaliças, e o prefeito instalou uma casa de farinhou, mas nem mandioca a gente planta. O trator que a CAR deu para a comunidade tá ali estacionada e nunca funcionou, porque a CAR deu o trator, mas não deu a chave de ignição. O trator não funciona".   

Comentários