AMEAÇAS ANÔNIMAS PARA QUEM NÃO TEME

Acorda, amor

Chico Buarque


Acorda, amor
Que eu tive um pesadelo agora:
Sonhei que tinha alguem lá fora
Batendo no portão.
Que aflição!

Era a [dita] Dura!
Minha nossa!
Santa criatura, eu não gosto da passar vexame!
Chame lá!
Clame!
Chame o ladrão!
Chame o ladrão!

Se eu demorar uns meses
Convem às vezes você sorrir
Mas depois de um ano eu não vindo
Vista a roupa de domingo e pode me esquecer
Acorda, amor
Que o bicho é brabo, não sossega
Se você corre, o bicho pega
Se fica, não sei não...

Comentários

  1. Anônimo21:40

    Biblioteca do Iguape é desativada e transformada em posto policial. Agora como farão as pesquisas os meus três filhos ? O jeito que tem é descer para Cachoeira, lá ainda resta um acervo!

    ResponderExcluir
  2. Anônimo08:50

    ka. ka, ka, ka, ka, ....

    ResponderExcluir
  3. Anônimo19:42

    N. Sra. D"Ajuda tá chegando ... publique minha porra ... vai ter dedo quebrado.

    ResponderExcluir

Postar um comentário